O Fantástico Mundo de Bobby – Super Nintendo ( Bobby’s World – SuperNes)

O Fantástico Mundo de Bobby

Se preferir assistir a análise de o Fantástico Mundo de Bobby no Youtube, confira abaixo:

Os anos 90 foram invadidos por uma criança de 4 anos de idade, graças a sua incrível imaginação que de tão fértil que é, pode-se chamar de um mundo próprio, a Bobbylândia. E o Fantástico Mundo de Bobby, ou Bobby’s World nos Estados Unidos, trouxe para nossas casas esse garoto que apenas com o pensamento, consegue enfrentar criaturas horrendas, monstros no espaço, conversar e se aventurar com seus brinquedos favoritos.

A Série

O Fantástico Mundo de Bobby foi ao ar nos Estados Unidos pela Fox Kids em 1990 até 1998, aqui no Brasil, ele chegou a passar também no SBT no horário da manhã para competir com a TV Colosso da Rede Globo e fez um sucesso bem considerável, deixando diversos “adultos” nostálgicos só de ouvir a abertura do desenho, até hoje.

A série foi criada pelo ator e comediante Howie Mandel, que também participa do desenho representando o pai de Bobby, Howard Generic além de ser o dublador de Bobby. O desenho animado totalizou 80 episódios divididos em 7 temporadas.

Em O Fantástico Mundo de Bobby, o enredo gira em torno do Bobby um garoto que possui uma imaginação sem limites e repleta de referências do mundo pop. O garoto trabalha muita nas suas fantasias, principalmente quando ouve colocações ao pé da letra, por exemplo, no episódio 4, Meu Pai Conserta Tudo, Howard leva Bobby até uma loja de ferramentas e diz para o garoto que lá se vende de tudo sobre ferragens, que é a Disneylândia das Ferramentas, o garoto então liga seu cérebro criativo e imagina um parque de diversões, com carrossel de engrenagens e uma montanha russa onde o carro é uma tomada, e por ai vai. Sempre muito divertido e com excelentes referências.

O Jogo

Uma curiosidade e um mistério sobre Bobby’s World de Super Nintendo, é que ele nunca foi lançado. Pois é, o jogo ficou pronto em 1995 e foi produzido pela Riedel Software Productions e seria distribuído pela Hi Tech Productions, mas essa veio a falir no mesmo ano e o jogo acabou não sendo lançado. Pesquisando na internet, eu encontrei referências e até um review do game pela IGN, mas praticamente em todos os sites e fóruns americanos que procurei, confirmaram que o game nunca foi lançado. Isso explica a dificuldade absurda que eu tive de encontrar o cartucho original e ainda, descobri que tem algumas pessoas vendendo o jogo reprô como se fosse original e por um valor absurdamente alto. Mas, vamos parar para pensar, se ele não foi lançado, como temos a rom disponível facilmente na internet e o jogo completo?

Juntando algumas informações eu concluí que, possivelmente, algumas cópias já haviam sido produzidas para testes e para a imprensa, sendo assim, quando souberam que o jogo seria cancelado, alguém criou o rom do jogo e lançou ele na internet para que todos tivessem acesso. Agora imaginem, um jogo pronto, finalizado e com um dos personagens mais queridos da época, sendo cancelado. Realmente a empresa não estava passando por uma fase muito boa, mas isso é só uma especulação e a verdade pelo que parece, ainda não foi revelada.

Avaliação

História – 6,0

Em Bobby’s World, a Martha Generic, mãe do garoto, o manda limpar seu quarto. E claro que o Bobby não faria essa tarefa árdua sem usar sua imaginação diversas vezes para não tornar tudo muito chato. Conforme Bobby’s encontra um brinquedo diferente ou precisa arrumar um lugar específico do quarto (embaixo da cama ou no armário, por exemplo), suas fantasias assumem a realidade e ele se encontra em situações distintas, enfrentando alienígenas, comidas vidas, fantasmas e germes. E falando em germes, uma curiosidade a respeito de Howie Mandel, é que ele sofre de Misofobia, tem medo de germes, e isso é percebido durante toda a série do desenho animado, pois constantemente o garoto enfrenta germes na sua imaginação. Sendo assim, todo o jogo se passa com o objetivo de Bobby limpar seu quarto.

Desafio – 7,0

Cada uma das fases se passa em um ambiente próprio, na primeira fase, enfrentamos criaturas do espaço. Na segunda fase nós vamos para debaixo da cama e encontramos meias e comidas vidas querendo nos atacar. A terceira fase se passa no terror de todo gamer de plataforma, dentro da água, enfrentando todos os inimigos aquáticos do aquário de Bobby. Para a quarta fase, nós tiramos as botas de Cowboy do armários e vamos ao Faroeste enfrentar bandidos e cobras. Por fim, a quinta fase acontece no temido armário, onde bruxas, fantasmas, bichos papões nos aguardam. No total o game possui 3 chefes que são bem fáceis e todos são enfrentados no modo Shooting Up (nave com rolamento horizontal). A dificuldade do game não é tão considerável, mas precisa ficar atento constantemente ao que acontece no cenário, pois os inimigo literalmente caem na sua cabeça a todo momento.

Audio – 6,5

Cada fase do jogo possui um som ambiente próprio e passa uma boa sensação de inserção, o único problema é que a música se repete para cada cenário da fase. Os efeitos sonoros são um pouco irritantes com o passar de tempo do jogo, mas como o jogo é curto não é nada que vá te fazer ficar maluco. O som fica um pouco estourado em algumas fases e em alguns efeitos sonoros específicos (quando se defende de alguma estrela ou algo que caí do céu). O áudio não é o que tem de melhor no jogo, mas ele não atrapalha em nada o gameplay.

Jogabilidade – 5,0

Esse é o item mais complicado de Bobby’s World. Eu joguei esse game no console e com o controle original do Super Nintendo, e realmente ele é duro. A movimentação lateral do personagem é extremamente lenta e quando você pula dá a impressão que o Bobby tem um jato embaixo dos pés, pois com um salto ele praticamente pula metade da tela e com aumento considerável na velocidade de deslocamento, sendo obrigado a calcular bem todas as vezes que você for saltar para ter certeza que cairá em um local seguro. Com o tempo você acostuma mas isso realmente atrapalha. Outra dificuldade que possamos ter é pendurar-se em algumas plataformas usando o Webbly (a aranha de pelúcia), o tempo de resposta do pulo e do arremesso do Webbly tem um delay considerável e em certos casos o precipício será o destino do seu personagem.

Diversão – 8,0

Agora vem a polêmica. Apesar de todos esses defeitos posicionados anteriormente, Bobby’s World é sim, um jogo divertido, sem brincadeiras. Ele te prende de alguma forma e você quer zerar ele de qualquer jeito, depois que você consegue se acostumar com os controles, é notável ver o desenvolvimento do jogo e você fica curioso para conhecer desafios que veem pela frente. O efeito nostálgico, as variações das fases e de ações no jogo, são o segredo da diversão de Bobby’s World.

Nota Final
6,5

Você pode conferir nossa gameplay de Bobby’s World logo abaixo!

Confira outras análises clicando aqui!

Deixe uma resposta