Aperta Start #02 – Nintendo nos celulares é um bom ou mau sinal?

A internet bombou mais uma vez com a Nintendo, da primeira vez foi o anúncio oficial da produção do console que será o sucessor do Wii U e agora, a BIG N anunciou que iniciará a produção de jogos e aplicativos para celulares/tablets. Uma notícia bem chamativa, pois a própria Nintendo há algum tempo, batia na tecla que não estava interessada de entrar no mercado mobile.

Muito bem, verificando alguns sites sobre a notícia, percebi que tudo está sendo visto com bons olhos e com um grande entusiasmo, não é para menos, já que a Nintendo tem a fama de inovar o mercado, sem contar que detêm os direitos dos personagens mais famosos dos games como Mario, Link, Donkey Kong , contando assim, com uma grande expectativa de evolução para os jogos mobile.

Olhando pelo lado bom, será excelente se houver clássicos e jogos próprios para a plataforma com os personagens da Nintendo e até é possível imaginar apps para os jogos atuais, já que o Wii U e o New Nintendo 3DS estão mostrando um diferencial interessante na forma de se jogar, sendo positiva a esperança de uma interação mobile com a tecnologia do console e do portátil. Imagine que em qualquer lugar que você esteja acompanhado do seu celular, será possível sacá-lo e começar uma missão para resgatar a Peach, defender Hyrule ou se aventurar em Pallet. Isso tudo visando que teríamos praticamente “emuladores” oficiais nos celulares, permitindo a nós relembrarmos os velhos clássicos e sendo apresentados a novos games e com a fama da inovação da Big N.

Por outro lado, fico um pouco preocupado com essas mudanças de foco, claro que toda empresa deve inovar, buscar as necessidades de seus clientes e ir atrás de todos os seus os possíveis clientes deixando de lado a zona de conforto e partir para novas empreitadas. Mas, isso também pode significar uma mudança de mercado, pois o atual não está em condições de manter-se lucrativo. A economia mundial está bem fragilizada no mundo inteiro ( a nossa está morta há alguns anos…) e com isso, as pessoas estão com receio de consumir entretenimento, muitos estão guardando esses valores para alguma possível quebra ou até mesmo para investimento em caso de algum setor econômico venha a ter um colapso. Well, é possível olhar para essa notícia e imaginar que o mercado de consoles está fragilizada? Mesmo com as notícias do crescimento do consumo dos produtos relacionados, mas, será que pela concorrência, o mercado esteja sustentando-se com certa dificuldade?

Sou um grande fã da Nintendo, meu primeiro videogame foi um clone do Nes, o Top Game. apesar de confiar plenamente na empresa e mais ainda, acreditar na fama da empresa por ser sempre a maior inovadora de todas, ler uma notícia em que pela primeira vez os personagens da BIG  N vão deixar de aparecer exclusivamente em seus consoles é uma surpresa, que torço eu, seja agradável.

E você, o que acha dessa notícia?

One Reply to “Aperta Start #02 – Nintendo nos celulares é um bom ou mau sinal?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *